» » » » Minha experiência convivendo com irmãos "fogo puro".

Durante quase 20 anos da minha jornada cristã convivi com inúmeras irmãos dos mais diversos movimentos do tipo "fogo puro". E antes que o amado leitor pense que vou criticar os pentecostais, aviso que não sou contra. Quando as manifestações, até os anos 1980, eram: falar em línguas, um calor incomum, algumas revelações e profecias, era mais discreto para os que não conheciam a Palavra, e surpreendente (como ainda é) para os que se convertem. Hoje vemos um considerável número de não-cristãos falando de retété como se entendessem do assunto, além de alguns vídeos que viram no Youtube ou em redes sociais. Isso porque muitos se expuseram, não sei se intencionalmente, (não quero julgar), na internet, com filmagens de sapateados, quedas no chão, gargalhadas, danças esquisitas, desmaios, etc, sem nenhuma discrição. Estes eu não participo. Já presenciei, mas não participo. 

Mas a minha maior experiência foi conhecer melhor estas pessoas. A nossa tendência é a de quase sempre nos apegar aos irmãos que tem dons, principalmente os de revelação, visão e profecia. É uma "carência" mediante o problema pelo qual passamos. Por exemplo, você está em uma séria crise familiar, e em uma reunião de oração um irmão ou irmã vai em sua direção e lhe diz: "-Seu lar está se destruindo....está acontecendo isso e isso"... E tudo bate direitinho com o que você está vivendo. Em alguns casos o tal profeta lhe diz até o que você pensou em fazer. Ora, você glorifica a Deus, pois vê ali o Senhor falando com você. E não tenha dúvidas: Deus falou com você.

Mas o grande problema está na segunda etapa desta situação. Começamos a acompanhar estas pessoas como se isso fosse uma solução definitiva para os problemas. Afinal a revelação veio daquele lugar e daquelas pessoas. E ao invés da mudança de caráter, do auto exame, e seguir as diretrizes da Palavra de Deus, a busca se concentra em obter mais revelações. Mesmo que o objetivo não seja este, acaba sendo. É vicioso. A cada problema, se pede mais uma oração, com um objetivo discreto de "ouvir Deus falar" através de alguém. E os cultos na igreja sem "revelação" começam a ficar "chatos" na nossa visão, e achamos que o pastor "não sabe de nada", quando é justamente o contrário. 

Vigílias, consagrações, reuniões de fogo, subidas ao monte, e tudo o que estas pessoas fazem começa a se tornar uma rotina na nossa vida, sem o conhecimento do pastor, da nossa igreja, onde aceitamos a Jesus. Como se aqueles "profetas" tivessem "o segredo de tudo". Porém estas pessoas são muito usadas por Deus no primeiro contato que temos com elas. Na convivência percebemos uma enorme fragilidade da carne, e em alguns casos o inimigo atua de forma terrível. E temos uma profunda decepção. Muitos deles são fofoqueiros, invejosos, falsos, e mesmo após serem usados por Deus de maneira profunda na vida de uma pessoa, dão lugar ao inimigo para maliciosamente "trabalhar" na fraqueza das pessoas. Começam a falar mais do que Deus mandou, e confundem a vida de muitas pessoas. É um caminho perigoso.

Isso é mostrado na Palavra de Deus, na vida de Pedro. Veja:

"Mas vós, perguntou-lhes Jesus, quem dizeis que eu sou? Respondeu-lhe Simão Pedro: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. Disse-lhe Jesus: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque não foi carne e sangue que to revelou, mas meu Pai, que está nos céus". (Mateus 16:13-16)

Que elogio maravilhoso para Pedro vindo do próprio Jesus!!! Agora veja nesta mesma passagem que tem por título "A confissão de Pedro", veja o que aconteceu logo após Pedro ter recebido este elogio:

"E Pedro, tomando-o à parte, começou a repreendê-lo, dizendo: Tenha Deus compaixão de ti, Senhor; isso de modo nenhum te acontecerá. Ele, porém, voltando-se, disse a Pedro: Para trás de mim, Satanás, que me serves de escândalo; porque não estás pensando nas coisas que são de Deus, mas sim nas que são dos homens". (Mateus 16:21-23)

Muitos destes irmãos são uma bênção. Uma bênção mesmo! Mas se você se deixar levar pela emoção e abrir as portas de sua casa, eles começam a transformar o seu endereço em uma segunda casa deles. Café da manhã, almoço, janta, e por mais que não façamos questão dos gastos, isso tira uma boa parte da sua privacidade. E eles não se tocam. A sua casa se transformou, segundo eles, em "um mistério". E trazem mais gente. É incrível. Parece que nenhum deles trabalha. Seja pela manhã, a tarde, de noite, de madrugada, eles estão lá, entregando "rolos" (visões e revelações), para quem pede oração. 

E detalhe: a maioria destes denominados por eles mesmo de "vasos" (irmãos que tem dons) não gosta de ninguém na casa deles. Todavia eles adoram ficar na sua casa. E aquela turminha começou a encher o apartamento onde eu morava. Dormiam no outro quarto, na sala, no tapete, em colchonetes. A maioria deles é bem simples, sem vaidades, sem exigências, e vão onde você chamar para orar. Talvez este seja um dos pontos positivos que nos faz inclusive defender eles de qualquer crítica. Mas mesmo com toda esta humildade, alguns já estavam brigando entre eles, numa certa "disputa" de quem entregava mais revelações.

E as discussões não cessavam. Seria muita ingenuidade não imaginar que por detrás daquele irmãozinho muito "puro" no olhar não estaria um homem ou uma mulher com pensamentos como de qualquer ser humano normal. Não podemos esquecer que os maiores homens de Deus, na Bíblia, cometeram pecados terríveis, como homicídios, adultérios, etc. O ser humano é muito propenso a queda. E a malícia que gerava discussão ocorria quando alguém pedia uma oração. Como a maioria tinha o dom de revelação, o mais "esperto" esperava os outros entregarem as visões, e baseado no que os outros falaram, ser o último a profetizar, e falar algo com alguma "bênção" a mais. 

A revelação muitas vezes tem algo do próprio profeta que deseja agradar a pessoa, ou conquistar a confiança. "-E Deus vai te dar uma grande vitória neste problema". Muitas vezes Deus não mandou ele dizer nada disso. E sim que quer a pessoa orando mais, buscando mais. Mas ele não quer magoar a esposa de um empresário, de um político conhecido, e começa a profetizar "bênçãos" para a pessoa. Por culpa até mesmo das pessoas que rotineiramente começam a caçar "casas de profetas" é que a pessoa que tem dons começa a errar, pois se sente na obrigação de entregar alguma coisa. A fama de "profeta" o conduz a ter que falar algo. Transformam o que seria uma reunião de oração, em "reunião de revelações". Já ouvi falar até em cultos, campanhas e vigílias de revelação.

"Ai dos profetas loucos, que seguem o seu próprio espírito e que nada viram. Viram vaidade e adivinhação mentirosa os que dizem: O Senhor disse, quando o Senhor não os enviou". (Ezequiel 13:3,6)

É errado pedir orações a pessoas que tem dons? Claro que não! Em muitas ocasiões Deus fala mesmo através de pessoas que são usadas por Ele. Desde advertências a grandes livramentos, eu presenciei, e vi se cumprir a risca muita coisa que foi entregue, revelado, profetizado. Porém tudo isso deve ser feito com moderação, e a sua credibilidade não só tenha respaldo bíblico, como os bons conselhos de seu pastor, que já passou por estas experiências, e VOCÊ ter uma vida de consagração a Deus, e principalmente leitura e estudo da Palavra de Deus. 

Evite faltar escolas bíblicas, reuniões e palestras que o seu pastor organiza. Não siga estas pessoas que tem dons, a ponto de faltar aos cultos da sua igreja. Não viva "correndo atrás" destas visões e revelações por qualquer motivo. A bíblia diz que "os sinais seguirão os que creem" (Marcos 16:17), e não os que creem seguirão os sinais. Tomar decisões precipitadas, mudar os rumos de sua vida, embasado em profecias e revelações, é ter 99% de chance de sofrer grandes e amargas decepções. Quanto aos profetas e irmãos que tem dons? Eles são uma bênção!!! Ore por eles. Todavia, a sua fé tem que estar firmada na Rocha Eterna que é Cristo!

"Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E em teu nome não expulsamos demônios? E em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci, apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade". (Mateus 7:22)

 ADD Pr Denis - CLIQUE AQUI
Denis de Oliveira é pastor da Assembleia 
de Deus, Ministério Poder de Deus, RJ.



COMPARTILHE:

ESCREVA A SUA OPINIÃO:

«
Next
This is the most recent post.
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Escreva a sua opinião